= = = Receba as novidades do PLANETA FUSCA no seu e-mail = = =

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Fuaca 1200 1960 Anfíbio






















O veículo das fotos foi montado pela engenharia experimental da VW em 1960 para demonstrar a grande capacidade do Sedan 1200 de flutuar na água sem afundar, e para tanto foi adaptada uma hélice na parte traseira e ele "navegou" tranquilamente nas águas do Parque do Ibirapuera em SP, onde foi realizado o Primeiro Salão do Automóvel naquele ano.

As fotos mostram o protótipo na exposição e também em testes na Represa de Guarapiranga, perto da fábrica em SBCampo - SP.

Matéria enviada por Dennis Wolfgang

domingo, 22 de junho de 2014

Hoje é o Dia Mundial do Fusca

Parabéns a todos os Fusqueiros do Planeta
Clique na imagem para ampliar

22 de Junho - Dia Mundial do Fusca 

Esta data não foi escolhida por acaso... 

“Nesta data, em 1934, foi assinado o contrato entre a Associação Nacional da Indústria Automobilística alemã e o Dr. Ferdinand Porsche, onde este deveria desenvolver o Volkswagen e apresentar o primeiro modelo em 10 meses a partir desta data. 

Desde 1995, todos os dias 22 de Junho passaram a ser denominados “Dia Mundial do Fusca”. 

Nesta data, temos um dia de referencia para comemorar o carro mais vendido no mundo, que foi eleito o carro do século e que foi tambem eleito por seus milhões de admiradores como seu objeto de estimação. 

Não sendo uma data formal é apenas um dia de recordação a todos sobre o “fusquinha”. 

Foi o dia que deu inicio a vitoriosa saga do fusca, o dia em que tudo começou.

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Fusca Wood Wagon








Imagens enviadas por Marcos Mota

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Fusca 1979 do leitor
















Fusca rebaixado, ano 79/79, cor roxa, aro 17, modelo Binno, motor 1600 inteiro cromado (neste momento colocando a turbina), suspensão fixa, a ar acabei de tirar para ter maior estabilidade com a turbina, teto Rag Top, bancos Recaro, remoção dos bancos traseiros, traseira inteira com som, vidro elétrico, sem maçanetas, abre no controle remoto, sem piscas, volante e manoplas esportiva da marca Shutt, etc.

Proprietário: Eduardo dos Santos Nascimento - São Paulo
E-Mail: edu.nascimento.1981@gmail.com

sexta-feira, 18 de abril de 2014

quinta-feira, 10 de abril de 2014

sábado, 8 de março de 2014

Parabém a todas as mulheres do planeta


Uma mulher bonita não é aquela de quem se elogiam as pernas ou os braços, mas aquela cuja inteira aparência é de tal beleza que não deixa possibilidades para admirar as partes isoladas.

O Planeta Fusca deseja a essas Mulheres Maravilhosas e seus Fuscas, toda Felicidade do Mundo.

Parabéns Meninas!






































Fotos enviadas por Bruna Guerra, Marcus Leite, Silvia Farias, Claudio Menezes, Márcia Oliveira, Cristina de Paula, Beto Andrade, Diego Cardoso e Edilene Vasconcelos.


A História do Dia Internacional da Mulher

O Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, tem como origem as manifestações das mulheres russas por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Essas manifestações marcaram o início da Revolução de 1917. Entretanto a ideia de celebrar um dia da mulher já havia surgido desde os primeiros anos do século XX, nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas de mulheres por melhores condições de vida e trabalho, bem como pelo direito de voto.

No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado no início do século, até a década de 1920.
Na antiga União Soviética, durante o stalinismo, o Dia Internacional da Mulher tornou-se elemento de propaganda partidária.

Nos países ocidentais, a data foi esquecida por longo tempo e somente recuperada pelo movimento feminista, já na década de 1960. Na atualidade, a celebração do Dia Internacional da Mulher perdeu parcialmente o seu sentido original, adquirindo um caráter festivo e comercial. Nessa data, os empregadores, sem certamente pretender evocar o espírito das operárias grevistas do 8 de março de 1917, costumam distribuir rosas vermelhas ou pequenos mimos entre suas empregadas.

Em 1975, foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres.

Origem

A ideia da existência de um dia internacional da mulher surge na virada do século XX, no contexto da Segunda Revolução Industrial e da Primeira Guerra Mundial, quando ocorre a incorporação da mão-de-obra feminina, em massa, na indústria. As condições de trabalho, frequentemente insalubres e perigosas, eram motivo de frequentes protestos por parte dos trabalhadores. Muitas manifestações ocorreram nos anos seguintes, em várias partes do mundo, destacando-se Nova Iorque, Berlim, Viena (1911) e São Petersburgo (1913).

O primeiro Dia Internacional da Mulher foi celebrado em 28 de fevereiro de 1909 nos Estados Unidos, por iniciativa do Partido Socialista da América, em memória do protesto contra as más condições de trabalho das operárias da indústria do vestuário de Nova York.

Em 1910, ocorreu a primeira conferência internacional de mulheres, em Copenhaga, dirigida pela Internacional Socialista, quando foi aprovada proposta da socialista alemã Clara Zetkin, de instituição de um dia internacional da Mulher, embora nenhuma data tivesse sido especificada.

No ano seguinte, o Dia Internacional da Mulher foi celebrado a 19 de março, por mais de um milhão de pessoas, na Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça.

Poucos dias depois, a 25 de março de 1911, um incêndio na fábrica da Triangle Shirtwaist mataria 146 trabalhadores - a maioria costureiras. O número elevado de mortes foi atribuído às más condições de segurança do edifício. Este foi considerado como o pior incêndio da história de Nova Iorque, até 11 de setembro de 2001. Para Eva Blay, é provável que a morte das trabalhadoras da Triangle se tenha incorporado ao imaginário coletivo, de modo que esse episódio é, com frequência, erroneamente considerado como a origem do Dia Internacional da Mulher.

Em 1915, Alexandra Kollontai organizou uma reunião em Christiania (atual Oslo), contra a guerra. Nesse mesmo ano, Clara Zetkin faz uma conferência sobre a mulher.

Na Rússia, as comemorações do Dia Internacional da Mulher foram o estopim da Revolução russa de 1917. Em 8 de março de 1917 (23 de fevereiro pelo calendário juliano), a greve das operárias da indústria têxtil contra a fome, contra o czar Nicolau II e contra a participação do país na Primeira Guerra Mundial precipitou os acontecimentos que resultaram na Revolução de Fevereiro. Leon Trotsky assim registrou o evento: “Em 23 de fevereiro (8 de março no calendário gregoriano) estavam planejadas ações revolucionárias. Pela manhã, a despeito das diretivas, as operárias têxteis deixaram o trabalho de várias fábricas e enviaram delegadas para solicitarem sustentação da greve. Todas saíram às ruas e a greve foi de massas. Mas não imaginávamos que este ‘dia das mulheres’ viria a inaugurar a revolução”.